lancamento

20º Concertos Astra-Finamax terá repertório diversificado

Posted on Posted in NOTÍCIAS, Programação

Celebrando seus 20 anos de existência, o projeto Concertos Astra-Finamax apresenta ao longo de 2017 grandes nomes da música erudita para Jundiaí e região. A programação, mais uma vez, traz profusão aos palcos do Teatro Polytheama. Nesta edição, a produtora cultural Atique & Atique assume a coordenação e é responsável pela curadoria do projeto. “Procuramos trazer espetáculos de qualidade, com repertório nos diversos estilos musicais e  que agradem o público de várias idades”, afirma a maestrina Vastí Atique.

Assim como no ano anterior, será possível acompanhar todas as informações sobre os espetáculos da temporada, destaques sobre os artistas, curiosidades e matérias especiais por aqui e pela página no Facebook dos Concertos Astra-Finamax.

carmina buramaPensando em aproximar ainda mais o público, aumentando as possibilidades de conhecimento das expressões artísticas e estilos musicais, além de promover questões voltadas à acessibilidade, palestras serão realizadas antes de cada espetáculo. Para promover ainda mais a acessibilidade às pessoas com deficiência, um tradutor de libras atuará nas apresentações do Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC) e também será disponibilizado um audiobook com toda a programação da temporada.

A Orquestra Jazz Sinfônica é a primeira a subir no palco do Polytheama no dia 1° de abril. O grupo foi criado com o objetivo de resgatar as tradições das antigas orquestras de rádio e televisão, o que lhe conferiu uma sonoridade exclusiva que une música erudita ao jazz. Desta vez, a orquestra se apresenta ao lado de Nelson Ayres Trio, formado por três expoentes da música instrumental brasileira: Nelson Ayres, o baixista Alberto Luccas e o baterista Ricardo Mosca.

No dia 27 de maio, a Orquestra do Theatro São Pedro (Orthesp) – conjunto sinfônico especializado em ópera e que atua em um dos mais antigos teatros em atividade no país – se junta com o renomado Tenor Fernando Portari, e pretende trazer fortes emoções aos presentes.

O coral jundiaiense Madrigal Vivace, conhecido por misturar canções populares e eruditas e que já apresentou tributos à MPB e peças de Vivaldi, se une com os célebres Coro e Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí, que recebe destaque por suas interpretações cênicas durante as apresentações, no dia 10 de junho. Na ocasião, o público será agraciado com o espetáculo Carmina Burana, do compositor alemão Carl Orff.

Em julho, o Grupo Audi Coelum, cujo nome provém do latim ‘Ouvi, ó céus!’, apresenta o tocante concerto América Barroca. Fazendo o uso do espaço arquitetônico e valorizando os efeitos estereofônicos do Teatro Polytheama, o grupo apresenta para os judiaienses, no dia 22, música sacra de qualidade.

Aclamada pela imprensa e crítica especializada como uma das mais importantes orquestras de câmera do Brasil, a Camerata Fukuda honra a tradição dos melhores conjuntos, impondo alto nível técnico e artístico a seus integrantes. Para o espetáculo agendado para o dia 30 de setembro, a orquestra conta com a participação de Fábio Zanon. Natural de Jundiaí, Zanon é considerado um dos maiores violonistas brasileiros de todos os tempos e um dos mais influentes da atualidade.

pedro-loboVoltado para o público infantil, a Cia Imago em conjunto com a Orquestra Sinfônica de Sorocaba, apresenta o espetáculo Pedro e O Lobo. A história contada através da música foi composta por Prokofiev, em 1936, e tem o objetivo de mostrar aos pequenos as sonoridades dos diversos instrumentos. O evento lúdico acontece em outubro, mês das crianças, no dia 22.

Para encerrar a temporada, no dia 2 de dezembro, a aclamada Orquestra Experimental de Repertório (OER) do Theatro Municipal de São Paulo apresenta espetáculo especial sob a regência do maestro Jamil Maluf, fechando com chave de ouro a 20ª edição dos Concertos Astra-Finamax.

Sobre o projeto

Os “Concertos Astra-Finamax” completam 20 anos com um histórico de sucesso e consolidado como um projeto tradicional na cidade de Jundiaí e região. Foram 145 apresentações para um público de mais de 65 mil pessoas. Orquestras, regentes, solistas e grupos de renome nacional e internacional passaram pelos palcos da cidade.

Ao longo desses anos aproximadamente R$ 4 milhões foram investidos no projeto para garantir a qualidade das apresentações trazidas para a cidade. Este montante foi praticamente todo abatido do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da Astra e da Finamax. O projeto é realizado com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), que permite que os custos com a produção dos projetos aprovados pelo Ministério da Cultura sejam deduzidos do IR das empresas patrocinadoras. Haverá também uma parcela da verba originada através do Proac (Programa de Ação Cultural), vinculado à Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

Os ingressos custam R$ 10,00 e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro. O total arrecadado será revertido 50% à Fundação Casa da Cultura, 25% ao Instituto Jundiaiense Luiz Braille e 25% ao Coral Infanto-Juvenil Pio X, todos de Jundiaí.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *