orthesp

Cancelado segundo espetáculo dos Concertos Astra-Finamax

Posted on Posted in NOTÍCIAS

Mudança de gestão e corte de músicos foram principais motivos que afetaram programação do projeto cultural

O projeto Concertos Astra-Finamax informa que, devido às recentes decisões da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo em não renovar a parceria estabelecida entre a pasta e o Instituto Pensarte – responsável por gerir a Orquestra do Theatro São Pedro (Orthesp) -, e pelo corte de parte dos músicos do conjunto musical, o concerto agendado para o dia 27 de maio, às 20h30, no Teatro Polythema, em Jundiaí, foi cancelado. A palestra educativa que seria realizada no mesmo dia também foi cancelada.

O trâmite da não renovação do contrato entre a Secretaria da Cultura e o Instituto Pensarte, que perdurava há alguns meses, foi decidido no dia 2 de maio. No dia 6 do mesmo mês, a pasta publicou nota no Diário Oficial do Estado de São Paulo tornando pública a decisão do corte de 22 músicos e passando a gestão à Santa Marcelina Cultura.

O comunicado emitido pela Secretaria da Cultura de Estado pode ser consultado nas páginas 40, 41 e 42, do caderno “Executivo – 1”, da edição do Diário Oficial do Estado de São Paulo de 6 de maio de 2017.

O próximo espetáculo dos Concertos Astra-Finamax será “Carmina Burana”, de Carl Orff, com Madrigal Vivace e Coro e Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí, no dia 10 de junho, às 20h30, no Teatro Polytheama.

Acompanhe outras informações através da fanpage no Facebook.

Sobre o projeto

Os “Concertos Astra-Finamax” completam 20 anos com um histórico de sucesso e consolidado como um projeto tradicional na cidade de Jundiaí e região. Foram 145 apresentações para um público de mais de 65 mil pessoas. Orquestras, regentes, solistas e grupos de renome nacional e internacional passaram pelos palcos da cidade.

Ao longo desses anos aproximadamente R$ 4 milhões foram investidos no projeto para garantir a qualidade das apresentações trazidas para a cidade. Este montante foi praticamente todo abatido do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da Astra e da Finamax. O projeto é realizado com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), que permite que os custos com a produção dos projetos aprovados pelo Ministério da Cultura sejam deduzidos do IR das empresas patrocinadoras. Haverá também uma parcela da verba originada através do Proac (Programa de Ação Cultural), vinculado à Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

Os ingressos custam R$ 10,00 e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro. O total arrecadado será revertido 50% à Fundação Casa da Cultura, 25% ao Instituto Jundiaiense Luiz Braille e 25% ao Coral Infanto-Juvenil Pio X, todos de Jundiaí.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *